Onde investir seu dinheiro, de acordo com um sócio da GPS

Exame
16/11/2017

Para conseguir retornos mais elevados na renda fixa, é hora de ir além do Tesouro Direto, correr mais riscos e investir em títulos de dívidas das empresas. Essa é a opinião de Jean-Pierre Cote Gil, sócio responsável pela área de crédito da GPS, uma das principais assessorias financeiras do país.

Com a queda dos juros, quais são as melhores oportunidades na renda fixa?

​Os títulos públicos prefixados, que rendem entre 8% e 10%, são interessantes. Mas o melhor mesmo é investir em títulos de dívida de empresas, que são mais rentáveis.

Mas o risco não é alto demais? Algumas empresas continuam atrasando os pagamentos.

Não há um problema sistêmico nesse mercado, mas pontual. Portanto, é possível evitar dificuldades fazendo uma boa análise das empresas ou escolhendo gestores de fundos com históricos de sucesso.

Que títulos vale a pena comprar?

Títulos com isenção de imposto de renda. Preferimos os voltados para o mercado de imóveis, como os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), porque vemos que o setor está se recuperando.

Faz sentido investir no exterior para se proteger da esperada volatilidade dos mercados em 2018?

Faz sentido investir lá fora, mas não para se proteger, porque também há volatilidade no exterior, mas para diversificar. Ainda há alternativas interessantes nas bolsas europeias e americanas.